Marcar Tour

As melhores vinícolas do Douro Vinhateiro

Descubra as melhores vinicolas do Douro - informação completa sobre as quintas, as provas de vinho e contatos para fazer a sua reserva.

Sara Riobom

Agosto 1, 2021

Tour nas vinícolas do Douro

Cross Sell
Já sabe onde ficar alojado no Douro? Se não souber, leia o meu artigo sobre Os melhores Hotéis no Douro.

No Douro existem experiências maravilhosas para amantes de vinho e de natureza que deixam toda a gente rendida a esta região. Uma delas são os maravilhosos cruzeiros de 2h no rio Douro, perfeitos para tirar as melhores fotos do Douro.

Pode também aproveitar para visitar algumas das melhores vinícolas onde se produzem vinhos fantásticos, fazendo tours às suas vinhas e com prova de vinhos.

Como é um artigo bem extenso, use esse índice para navegá-lo:

Qual a melhor forma de chegar ao Douro?

Eu já escrevi um guia extenso sobre como chegar ao Douro, que pode consultar antes de ler este artigo. De qualquer forma, aqui fica o essencial:

  • É possível viajar de comboio até à Régua ou até ao Pinhão (as principais cidades da região). Pode verificar quais as ligações disponíveis e os preços dos bilhetes no website dos Comboios de Portugal, bem como imensas informações preciosas sobre as estações de comboio no Porto.
  • No entanto, não existem transportes públicos até às melhores vinícolas do Douro, estando o acesso limitado a carros. Pode contratar um guia privado como eu, que tratarei do transporte bem como de todas as marcações nas vinícolas.
  • Também pode fazer um passeio por conta própria, mas para isso precisa de um carro. Encontra os melhores preços de aluguel de carro no AutoEurope, e pode reservar diretamente nesse website.

Como explorar as melhores vinícolas do Douro

A menos que você seja um viajante mochileiro, a melhor maneira de explorar a região é participar de um tour no Douro. Existem dois tipos de tours na região:

  • Se preferir ter uma experiência mais exclusiva, com adegas boutique premium e os melhores restaurantes da região, considere o nosso Tour Privado nas Vinícolas do Douro. Esse tour é mais adequado para o viajante premium, apreciador de excelentes vinhos de produtores, que prefere ter uma experiência premium e privada, com um guia profissional especializado em vinhos.

    A propósito, NENHUMA das vinícolas para as quais levamos nossos clientes premium está listada neste artigo.

Por último, pode explorar a região por conta própria, utilizando transportes públicos e privados – mas se pretender conduzir, tenha em atenção que as estradas do Douro são muito estreitas, e que não deve beber e dirigir!

As sub regiões do Douro

O vale do Douro subdivide-se em três regiões: Baixo Corgo, Cima Corgo e Douro Superior, desde a costa atlântica, a oeste, até à fronteira com Espanha, a leste.
mapa regioes douro portugal
Eu poderia facilmente escrever um artigo dedicado a cada uma das subregiões, mas vou apenas fazer um resumo rápido de forma a que se consiga orientar rapidamente nesta região vínica magnífica. Assim:

  • À medida que nos deslocamos de oeste para este (ou seja, no sentido Baixo Corgo => Douro Superior) o clima muda drasticamente. Afastamo-nos do oceano atlântico, por isso existe menos chuva e as temperaturas são mais extremas, quer durante o verão, quer durante o inverno.
  • O Baixo Corgo apresenta cerca de 32% da sua área plantada com vinhas. Aqui encontra uma grande diversidade de vinhos, alguns mais próximos do carácter mineral dos Vinhos Verdes, outros já a lembrar a fruta madura do Cima Corgo. Esta subregião tem a vantagem de estar mais próxima do Porto, a cerca de 1h30 de distância, sendo por isso a mais indicada para quem tem apenas um dia para descobrir o Douro. Tem também a vantagem de ser próximo do Peso da Régua, a cidade onde encontra bons restaurantes de comida tradicional portuguesa e de petiscos.
  • O Cima Corgo, a 2h de distância do Porto, é por excelência a zona de produção de vinhos do Porto, tendo a maior concentração de vinhas com a classificação A. Aqui encontrará os maiores produtores de vinhos do Porto: a Real Companhia Velha (Quinta das Carvalhas), a Symington (Quinta do Bomfim), a Fladgate Partnership (Quinta da Roêda), e por aí fora. O coração desta subregião é a cidade do Pinhão, onde não existem lá grandes restaurantes. Tem a vantagem, contudo, de ser o centro de partida dos passeios de barco de curta duração.
  • O Douro Superior é a subregião mais distante do Porto, ficando a 2h30 da minha cidade. Mas se decidirem ficar no Douro 3 ou 4 dias não deixem de visitar esta zona, porque apesar de ser aquela que tem a menor área de vinhas (apenas 9%) tem vinhos soberbos, como é os da Quinta do Couquinho.

    Deixo-vos aqui um mapa das melhores vinícolas do Douro, divididas por cores pelas subregiões correspondentes:

Melhores vinícolas do Douro: subregião do Baixo Corgo

Quinta do Vallado

quinta do vallado melhores vinicolas do douro
Eu feliz no meio dos vinhedos. Quem nunca?!

A Quinta do Vallado, uma das mais antigas e melhores vinícolas do Douro é uma paragem obrigatória para quem procura uma tour realmente bem estruturada e informativa.
Apesar de ser uma quinta de grande produção, não existe qualquer desleixe no seu tour, magistralmente guiado pelos seus guias, a maior parte formada em enologia, que dominam completamente o processo de produção de vinhos.
A prova de vinhos é generosa, focando-se nos excelentes vinhos tintos (o Sousão é o meu preferido, mas o Field Blend também é um vinho muito bonito) e de um vinho do Porto.
Recomendo vivamente para quem procura um tour detalhado e informativo, todos os dias às 11h30 ou às 15h. Para marcações, mande um email para reservas@quintadovallado.com.

Quinta da Pacheca

jardim quinta da pacheca douro
Considero a Quinta da Pacheca uma das melhores vinícolas do Douro porque, para além das provas de vinho, organiza casamentos, show cookings, provas de vinhos, piqueniques, cooking class, participação nas vindimas… o limite é mesmo a vontade do cliente!
A qualidade do tour na Quinta da Pacheca depende bastante do guia que apanharem – já vi tours muito informativos e outros mais desleixados. A prova é muito interessante porque provará um vinho branco, dois ou três tintos e alguns vinhos do Porto excelentes, como um Vintage 2007 ou mesmo um Tawny de 30 ou 40 anos.
A prova geralmente realiza-se ao ar livre, havendo várias salas para os dias mais cinzentões. As visitas com prova realizam-se das 9h às 18h e pode reservar através dos emails reservas@quintadapacheca.com ou enoturismo@quintadapacheca.com.

Caves da Murganheira

espumante caves da murganheira douro
Aqui me confesso pouco adepta dos espumantes, mas nada como uma visita ao Douro para desfazer quaisquer pré-conceitos, principalmente através das visitas gratuitas nas caves da Murganheira.
Na visita vai aprender o processo de produção de espumante segundo o método tradicional. No final uma prova de espumantes, para convencer os mais reticentes da beleza deste produto.
Uma das vantagens de visitar as Caves da Murganheira é que fica a dois passos da belíssima aldeia vinhateira de Ucanha, para quem procura um dia no Douro que não envolva apenas provas de vinhos em vinícolas.
Não é preciso fazer reserva, basta aparecer nas horas das visitas: 10h, 11h, 15h e 16h. Recomendo vivamente!


Já que estamos a falar do Douro, aconselho a que veja todas estas maravilhosas quintas de uma forma diferente: desde o Rio Douro.
A vista desde o rio é absolutamente estupenda e é um passeio relaxante e muito bom quer seja uma casal, uma família com crianças ou um grupo grande de amigos. Já levei muitos leitores em tours privadas com passeio de barco e é sempre uma ótima experiência.
Por exemplo, pode fazer um passeio de barco rabelo a partir do Pinhão – compre o ingresso para o passeio de barco de 1 hora pelo Douro por apenas 10€ (que é uma verdadeira pechincha!).
Pode optar também por um passeio mais longo acompanhado por um copo de vinho do Porto por apenas 20€ – compre o ingresso para o passeio de barco de 2 horas aqui.

Melhores vinícolas do Douro: subregião do Cima Corgo

Quinta do Tedo

quinta do tedo melhores vinicolas do douro
A Quinta do Tedo tem uma localização perfeita, na embocadura do rio Tedo com o rio Douro, ideal para tirar fotos de cortar a respiração.

Além disso, Kay é da Califórnia e Vincent é de Borgonha, e juntos trazem o conhecimento da vinificação francesa e americana para o Douro.

A Quinta do Tedo dá-lhe as boas-vindas com um tour vinícola impecável, muito profissional mas ao mesmo tempo caloroso (a minha guia foi a Vera, que recomendo vivamente), na produção dos seus fantásticos vinhos tintos. Gostei tanto que acabei passando a noite lá!

O preço da Visita e Prova de Vinhos na Quinta do Tedo varia entre os 12€ e os 35€ por pessoa, dependendo da prova de vinhos que escolher (eu pessoalmente adoro a experiência Tawny, mas adoro Tawnys!).

Outra vantagem desta propriedade é que é uma das poucas vinícolas do Douro onde pode comprar o bilhete online da visita e prova de vinhos (isto dá imenso jeito porque as quintas têm uma lotação limitada, principalmente desde que veio o Covid, e ficam lotadas super rápido).

Quinta do Pôpa

barris quinta do popa douro
Há vários motivos que me fazem considerar a Quinta do Pôpa uma das melhores vinícolas do Douro, principalmente para jovens casais e para famílias com crianças:

  • A tour é leve e descomprometida, e a prova de vinhos faz-se num alpendre magnífico cuja vista parece uma autêntica pintura do Douro.
  • O marketing da Quinta do Pôpa é arrojado, libertando os vinhos do Douro da sua vestimenta clássica e conservadora.
  • Na Quinta do Pôpa podem provar vinhos simples mas bem feitos como o Rosé, mas também bons monovarietais como o Tinta Roriz e vinhos de excelência como o Quinta do Pôpa Homenagem Tinto 2011, considerado o melhor vinho de 2016 pela conceituada Revista de Vinhos. É uma prova que agrada a gregos e a troianos, como se costuma dizer!
  • Nesta vinícola do Douro poderão também fazer picnics nas vinhas ou almoçar no referido alpendre, prolongando assima vossa visita.

Faça a sua reserva através do email turismo@quintadopopa.com.

Quinta do Crasto

quinta do crasto melhores vinicolas do douro
A Quinta do Crasto é soberba e merece bem ser considerada uma das melhores vinícolas do Douro. Custa chegar lá, por causa das curvas todas desde o Pinhão, mas vale bem a pena, porque a vista é magnífica e a prova de vinhos leva-vos numa viagem de primeira classe aos melhores vinhos que se fazem em Portugal.
No entanto, e como tenho a política de ser sempre 100% honesta com os meus leitores, devo avisár-vos de que a tour é um pouco desleixada e, no final, os clientes são imensamente pressionados a comprar vinhos, o que eu considero uma deselegância total.
As visitas são exclusivas e não de grupo, ou seja, se fizer uma marcação, a visita será apenas para si, e por isso são um presente fantástico para um casal num fim de semana romântico. Marcações através do email andreia.freitas@quintadocrasto.pt ou +351 254 920 020.

Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo

robert parker prova vinhos quinta nova
barricas vinho quinta nova douro

Mesmo ao lado da Quinta do Crasto fica a Quinta Nova, uma das melhores vinícolas do Douro, e a casa dos famosos vinhos Mirabillis.

É uma propriedade de beleza indiscutível, onde se encontra um dos melhores hotéis da região. Também tem um restaurante, uma capela pitoresca e pequenos trilhos que pode percorrer de forma gratuita e independente.

Para os amantes do vinho, sugiro que façam a visita seguida de uma prova de vinhos no alpendre. As provas de vinhos começam nos 16€ / pessoa, mas se tiver orçamento disponível, sugiro que faça a prova de vinhos Robert Parker (85€ / pessoa), que inclui vinhos que receberam uma pontuação de, pelo menos, 94 pontos. É maravilhosa.

Quinta de Santa Eufemia

quinta de santa eufemia douro
A Quinta de Santa Eufémia seduz imediatamente o visitante pelo miradouro lindíssimo sobre as vinhas, onde nos podemos sentar a tomar um vinho do Porto.
É uma vinícola mais pequena, intimista, onde é possível ver todo o processo produtivo num espaço pequeno, acompanhados, muitas vezes, pelas pessoas da família que a gerem com tanto amor. No final, uma prova de vinhos elegantes, acompanhada de marmelada caseira (se não tiver, peçam-na na mesma, que vale a pena!).
Esta familiaridade vivida na Quinta de Santa Eufémia tornam-na numa das melhores vinícolas do Douro, sendo ideal para quem procura uma experiência intimista num pequeno produtor. Reservas através do email quintasantaeufemia@sapo.pt.

Quinta Senhora do Rosário

quinta senhora do rosario douro barris vinho tinto
Confesso que quando fui visitar a Quinta Srª do Rosário, da Quevedo, já ia bastante cansada, mas teria sido um erro não ir lá, porque foi o tour em que mais me diverti! A Cláudia Quevedo e a Teresa Batista, as enólogas da casa, fizeram-se um tour muito divertido e relaxado, que incluiu prova de vinhos directamente das barricas – eu nunca o tinha feito, adorei!
Quando lhe disse que preferia vinho do Porto Tawny, a Cláudia subiu imediatamente a uma barrica para me servir um fabuloso Tawny Colheita de 1968. A Quinta Srª do Rosário é uma das melhores vinícolas do Douro para quem procura uma prova de vinhos diferente, despretensiosa e familiar. Reservas através do email claudia@quevedoportwine.com.

Melhores vinícolas do Douro Superior

Recentemente, tive a oportunidade de finalmente conhecer as remotas vinícolas do Douro Superior, e fiquei agradavelmente surpreendida ao descobrir que existem experiências vínicas fantásticas à sua disposição.

Quinta do Vale Meão

sala degustacao vinhos quinta vale meao
adega quinta vale meao melhores vinicolas douro

A Quinta do Vale Meão é um dos cinco visionários que criaram os Douro Boys, a organização criada em 2003 com o objetivo de representar cinco produtores em eventos vitivinícolas por todo o mundo. Desde então, a Quinta do Vale Meão ganhou inúmeras medalhas de vinho pelos seus fantásticos vinhos tintos.

Fui calorosamente recebido pela simpática Maria, que me levou à adega para me apresentar a filosofia dos vinhos da Quinta do Vale Meão – nomeadamente, que fazem a pisa manual de todas as uvas, e também que apenas misturam as diferentes castas de uvas depois de cada uma ter sido vinificada individualmente.

Em seguida, fui levado para a sala de degustação de vinhos, que tem uma vista maravilhosa da propriedade.

mulher tomando vinho douro

Vou ser bem sincera: achei as provas muito caras na Quinta do Vale Meão – variam entre 30 € / pessoa (4 vinhos – 2 de gama de entrada) e 55 € / pessoa (5 vinhos, que incluem um Porto Vintage). Mas foi uma experiência que valeu a pena.

Quinta de Ervamoira

prova vinhos porto douro
garrafas antigas vinho porto ramos pinto

Assim que cheguei à Quinta de Ervamoira, uma das melhores vinícolas do Douro, fui calorosamente recebido pela Ema, que nos guiou num pequeno museu dedicado à história de Adriano Ramos Pinto, o fundador desta marca de Vinho do Porto vinhos. A Ema também nos mostrou alguns artefatos arqueológicos interessantes que foram encontrados na propriedade.

Mas o que realmente roubou o meu coração foi uma salinha com garrafas antiquíssimas, cujos rótulos foram desenhadas pelo próprio Adriano!

Depois do museu, fizemos a prova de vinhos ao ar livre, numa varanda com uma das melhores vistas que já vi na região. As fotos não lhe fazem justiça; é preciso estar lá para sentir a grandiosidade da paisagem.

vista quinta ervamoira melhores vinicolas douro

Uma coisa que que deixou algo surpresa é que cobram o bilhete de entrada para o museu (10€) e a prova de vinhos à parte (10 – 20€), por isso tenha isto em consideração quando fizer a reserva da sua visita. Se não quiser fazer uma prova completa, pode simplesmente pedir um ou dois vinhos a copo.

RUMO: a loja de vinhos em Tabuaço


Eu descobri recentemente uma loja de vinhos espetacular, em pleno coração do Douro, chamada RUMO.Vocês se calhar estão a perguntar-se por que raio é que visitaria uma loja de vinhos numa região vinícola, onde pode obter o vinho diretamente dos produtores. A questão é que durante a sua estadia no Douro terá a oportunidade de visitar apenas 2 ou 3 produtores, e não há nenhuma garantia de que gostará dos vinhos em prova.
A RUMO, no entanto, pertence a Sérgio Soares, um dos melhores engenheiros agrícolas da Real Companhia Velha, por sinal uma das maiores produtoras do Douro. Portanto, os vinhos que encontra na loja já foram cuidadosamente selecionados por alguém que não é um simples varejista, mas que realmente sabe muito sobre vinhos. E isso é uma grande vantagem quando está a comprar vinhos fora do seu país!

Eu maravilhada na RUMO. Quer maior felicidade do que estar rodeada de bons vinhos?!

Eu descobri isto porque mal entrei nesta loja de vinhos, notei imediatamente que, apesar de ser um espaço pequeno, tem um portfólio sólido de excelentes vinhos do Douro, como a colecção Séries de castas raras desta região vinícola. Lá também encontrará os melhores representantes de outras regiões vinícolas portuguesas, como a marca Soalheiro (da região dos vinhos verdes) e Ribeiro Santo (do Dão). E, claro, lá fui indagar a quem é que pertencia esta loja com uma selecção tão cuidada.
Além dos vinhos, a RUMO também vende produtos de produtores e artesãos locais, como mel, azeite, compotas artesanais e as mais adoráveis bolsas de palha (eu esqueci-me de tirar fotos, mas são realmente lindas!).Eu apaixonei-me por esta loja de vinhos e sempre que posso dou lá um saltinho.
Obrigada, Sérgio, por teres um lugar tão incrível no Douro, a mostrar os melhores vinhos de Portugal!

Guarde este artigo para mais tarde:

melhores vinicolas douro portugal
melhores vinicolas visitar douro portugal
Tem algo a dizer? Força, não se acanhe!