Marcar Tour

Casa Guedes no Porto: Uma sandes de pernil e um espadal, por favor

Conheça a história das sandes de pernil da Casa Guedes no Porto, tão conhecidas e deliciosas quanto as francesinhas!

Sara Riobom

Setembro 22, 2016

Tour privado no Porto (meio dia)

Àparte da francesinha, que é um hino à nossa cultura local, as melhores sandes do Porto eram as da Casa Guedes, uma antiga casa de pasto mesmo em frente ao jardim de S. Lázaro, paragem obrigatória para estudantes, tripeiros e, agora, turistas. Vou, assim, desvendar a história da Casa Guedes no Porto. E contar-vos porque é que já não vale a pena lá ir.

A história da Casa Guedes no Porto

As famosas sandes de pernil da Casa Guedes no Porto brilham entre as tábuas de enchidos e queijos, as moelinhas e a deliciosa mousse de chocolate caseira, feita pela Dª Albertina e pela Dª Augusta, esposas dos fundadores deste estabelecimento.
sandes pernil queijo serramousse chocolate
Mas antes de tudo era o princípio; voltemos lá, pelas memórias do Sr. César, um dos actuais proprietários da Casa Guedes, que adquiriu em 1987. “Nessa altura esta casa já tinha uma sandes que não cativava: era um afiambrado cozido que ia ao forno gratinar, não tinha nada a ver com o que é hoje”.Um dia, conta, decidiu começar a assar o pernil à moda da sua terra, Baião. No entanto, e apesar da nova sandes de pernil da Casa Guedes, o movimento continuou lento… era preciso fazer algo para dinamizar o espaço!
pernil assado pernil fatiado molho saboroso
Assim, em 2006 fez uma proposta aos proprietários do Maus Hábitos: porque é que a Casa Guedes não fornecia as suas sandes de pernil às sextas feiras à noite?!
Durante dois anos seguidos, o Sr. César e o Sr. Manuel, o seu irmão mais velho e “companheiro de armas” trabalharam arduamente, assegurando não só o normal funcionamento da Casa Guedes como as noites de fins de semana nos Maus Hábitos.
O esforço tremendo acabou por ser recompensado: em 2008, a Casa Guedes foi capa de revista da Time Out Porto, o que lhe trouxe o lugar cimeiro que agora ocupa no panorama gastronómico do Porto. Desde então, aos locais somaram-se os turistas, alguns “viajam directamente do aeroporto para conhecer as sandes de pernil da Casa Guedes, vêm com as malas e tudo!”
“No Natal do ano passado, um tenor italiano cantou-nos as Boas Festas. Tínhamos a casa cheia de gente, foi maravilhoso. E é por estas memórias que acreditamos que a Casa Guedes tem um papel importante na renovação da Praça dos Poveiros, mas também na história da cidade do Porto”.
fundadores casa guedes porto

As más notícias sobre a casa Guedes

Entretanto, os fundadores estabeleceram uma nova parceria com sócios brasileiros, tendo aberto um novo espaço, praticamente ao lado. O conceito é um bocadinho diferente: é um restaurante que serve pratos tradicionais portugueses, e que no último piso tem um mini rooftop, voltado para a Praça dos Poveiros, onde servem cocktails.

Eu já fui várias vezes lá e à casa mãe e as únicas palavras que me ocorrem é: que grande desilusão! As sandes da Casa Guedes já não são o que eram. Agora colocam duas fatias finíssimas de um pernil completamente ressequido, num pão que já viu melhores dias. O ambiente também já não é o mesmo. O senhor César e a sua família já não estão, os funcionários são todos brasileiros e a música também… já não é uma casa do Porto. Entristece-me escrever isto, mas a Casa Guedes, aquele que conhecíamos e amávamos, morreu.

Guarde este artigo para mais tarde:

casa guedes sandes pernil
casa guedes porto
Tem algo a dizer? Força, não se acanhe!

Os comentários estão fechados.