Prova de vinhos no Porto: onde e como fazer

Comida & Bebida

Agosto 18, 2017
blog portoalities porto

Asked by Matthew, Wales

Asked by Matthew, Wales

blog portoalities porto

Eu organizo tours privados no Porto

tours privados porto
Para mais informações veja essa página ou envie um email para sara@portoalities.com.

Quer viva no Porto ou apenas esteja de passagem na cidade, é sempre útil saber onde pode provar vinhos.

Desde os ambientes mais formais das caves de vinho aos inúmeros wine bars que começam a surgir na cidade, são muitas as possibilidades para fazer uma prova de vinhos no Porto. Ora descubra onde 🙂

1. Visite uma das caves de vinho do Porto

Visitar uma das caves de vinho do Porto é uma experiência imperdível. Lá, tera a oportunidade não só de conhecer a fundo o processo produtivo de um dos vinhos mais apreciados a nível mundial, mas também de fazer uma degustação dos mesmos.

O vinho em si é produzido no Douro Vinhateiro, mas as marcas mais conhecidas de vinhos do Porto ainda os envelhecem nas caves em Gaia. E que experiência inebriante, sentirmos o perfume do vinho que envelhece silenciosamente dentro das grandes barricas!

barricas envelhecimento vinho porto ruby

© Salvador Nobre da Veiga

Eu já aqui escrevi sobre as melhores caves de vinho do Porto. Agora, deixo-vos uma mão cheia de conselhos relativamente à prova de vinhos do Porto:

  • Que caves visitar: Geralmente, as caves mesmo à beira rio estão sempre cheias de gente, principalmente no verão. Os grupos podem levar até 40 pessoas, o que diminui consideravelmente a qualidade do tour em si. Não existe grande tempo ou espaço para perguntas demoradas ou muitas fotografias, por exemplo. Por isso, recomendo sempre que visite as caves mais distantes, onde a experiência será mais gratificante.
  • O que provar: Na maior parte das caves, a prova de vinhos do Porto mais barata é sempre muito fraquinha, consistindo de um Fine Ruby, de um Fine Tawny e de um Porto Branco muito jovem. Em relação ao vinho do Porto vale mesmo a pena pagar um pouco mais para provar vinhos mais velhos, até porque as diferenças entre os diversos estilos só se começam a evidenciar com um certo envelhecimento em madeira (no caso dos Tawnies) ou em garrafa (no caso dos Rubys). Assim, tente provar pelo menos um Tawny de 10 anos, um LBV e um Porto branco mais velho.
  • Quantas caves visitar: Foque-se na qualidade e não na quantidade. Mais vale visitar uma ou duas caves com visitas informativas e bem estruturadas, do que visitar cinco ou seis em que terá guias a debitarem um script. Nesse aspecto, recomendo vivamente a Graham’s, que tem de facto uma tour excelente.
  • Visitas audio: Se já tem algum conhecimento prévio sobre vinhos do Porto, é capaz de gostar da visita às caves da Taylor. A visita é completamente automatizada, sem guias, apenas com recurso a excelentes audio guias. É uma excelente experiência para pessoas com o meu perfil, que gostam de obter muita informação ao seu próprio ritmo e sem interrupções de maior.
  • Cuidado com as provas gratuitas! Pode parecer um conselho estúpido, mas certamente não o é. Neste momento, tudo o que é operador turístico – Autocarros, barcos, teleféricos, etc – oferecem provas gratuitas de vinho do Porto. Não esperem encontrar vinhos do Porto de qualidade nestas situações!

2. Os bares de vinho no Porto

Para aqueles que não apreciam vinho do Porto (se calhar ainda não encontraram o vinho certo para vocês… ;), existem muitas outras opções. Lenta mas seguramente começam a abrir bares no Porto dedicados exclusivamente ao vinho, para gáudio de muitos leitores.

Os bares de vinho no Porto são os locais ideais para conhecer e educar o seu palato vínico, para ter um encontro romântico ou, simplesmente, para relaxar ao final de um dia de trabalho.

Assim, os melhores bares de vinho no Porto são…

O Wine Quay Bar é a minha primeiríssima escolha para uma prova de vinhos no Porto. É um barzinho à beira rio plantado, perto da ponte Luiz I, do outro lado das caves de Gaia. E que bem se está sentado cá fora, a aproveitar as últimas horas de luz em boa companhia.

No Wine Quay poderão encontrar uma lista cuidadosamente selecionada de vinhos portugueses do Douro, da região dos vinhos verdes, do Alentejo, entre outros. O preço de um vinho a copo varia entre os 2,5€ e os 7€, valores bastante aceitáveis para a qualidade do vinho servido. Pode também aproveitar para comprar uma garrafa de vinho para levar consigo; conte com a ajuda das simpáticas funcionárias, que sabem o que andam a fazer.

Para acompanhar o vinho no Wine Quay, tem à sua disposição uma boa selecção de queijos nacionais, enchidos e das tradicionais conservas portuguesas.

O Capela Incomum é o bar de vinhos mais romântico do Porto, ou não fosse a sua invulgar localização, dentro de uma antiga capelinha, um convite aberto à intimidade à luz das velas.

A lista de vinhos é curta e um bocadinho previsível, focando-se maioritariamente nos vinhos do Douro. No entanto, também encontrará espumantes, vinhos verdes e vinho do Porto (embora apenas de um grande produtor – uma oportunidade perdida para apresentar novas referências aos consumidores).

Para acompanhar, pode pedir umas bruschettas caseiras, queijos e enchidos.

A Capela Incomum pode não ser o melhor bar de vinhos para verdadeiros connaisseurs mas é, seguramente, uma belíssima escolha para uma noite romântica.

O Prova é outro local perfeito para um encontro a dois. Localizado mesmo atrás do Mercado Ferreira Borges, este bar discreto e de um bom gosto inquestionável oferece uma cuidadosa selecção de vinhos a copo, bem como uma tábua de queijos soberba.

O aspecto que eu mais aprecio em relação ao Prova é que pode realmente pedir uma opinião informada ao staff, o que, infelizmente, ainda não é assim tão comum. Assim, recomendo vivamente o Prova para uma introdução às provas de vinho no Porto.

Aqui confesso os meus sentimentos contraditórios em relação ao mais recente bar de vinhos no Porto, o Mirajazz.

Tem uma localização excelente, com um terraço gigante que enfrenta os ventos do oceano atlântico com um sorriso de blues e o mais bonito sunset da cidade.

No entanto, a lista de vinhos é muito curta (10 brancos e 9 tintos) e ligeiramente desequilibrada, bem como duas ou três referências de vinho do Porto da Graham’s. Por outro lado, não dispõe de muitas opções para acompanhar os vinhos (apenas umas tostas, um queijo e presunto).

Pessoalmente não fiquei convencida, mas vejo-me a repetir a experiência num descontraído after work com os meus amigos.

3. Também pode fazer uma boa prova de vinhos no Porto com vinhos comprados no supermercado!

Se quiser fazer fazer uma íntima prova de vinhos no Porto, pode simplesmente comprar vinhos numa garrafeira ou então no supermercado.

Em relação a garrafeiras, pode começar por explorar as das mercearias tradicionais do Porto, ou então lojas como o Gota a Gota ou o Universo Carmim.

Se não se quiser dar a esse trabalho, basta ir ao supermercado: felizmente, podemos gabarmo-nos de ser um dos poucos países em que se encontra vinho bastante bom ao lado das batatas fritas! E eu estou aqui para o ajudar a escolher o vinho 🙂

Antes de o fazer, deixo um aviso à navegação: eu sou, declaradamente, uma wine snob e uma mulher nortenha; e prefiro investir em bons vinhos, do que comprar a primeira zurrapa que me aparece à frente.

Em relação a vinhos do Douro, pode comprar com segurança qualquer um destes vinhos, cujos preços variam entre 4€-10€, em qualquer Pingo Doce:
portuguese wines buy supermarket porto
Em relação aos extraordinários vinhos verdes, deixo-vos algumas recomendações:

    • FUJA A SETE PÉS de marcas como Gazela, Muralhas de Monção, Mateus Rosé, etc. Não são vinhos, são mistelas que não usaria para envenenar um gato.
    • Opte sem medo por um destes produtores: Quinta do Soalheiro, Palácio da Brejoeira, Quinta do Ameal, Anselmo Mendes. São vinhos bastante mais caros, mas que valem realmente a pena. E, por favor, não diga que não gosta de vinhos verdes até provar um vinho de qualquer um deles.

Um último conselho; esqueça os dogmas sobre a melhor casta de vinhos verdes ser o Alvarinho, ou a melhor casta do Douro ser a Touriga Nacional. Isso é um espartilho conceptual que não dignifica qualquer uma das regiões. Atreva-se a provar novos sabores, castas invulgares, produtores desconhecidos; descubra-se na aventura dos sentidos que é a prova de vinhos portugueses! 🙂

Se estiver a gostar deste artigo, não se esqueça de o guardar para mais tarde:

Faz um tour privado no Porto comigo!

tour privado porto
A melhor forma de desvendar os segredos do Porto é fazendo um tour privado comigo.

Para mais informações sobre os meus tours privados no Porto, manda um email para sara@portoalities.com com a data em que gostaria de fazer o tour.

Terei todo o gosto em guiar-te no Porto! 🙂

2017-12-07T16:14:02+00:00 Agosto 18th, 2017|Comida & Bebida|0 Comments
Vê os meus tours privados